Ministro baiano também faz parte do Clube da Geladeira

0
Tem sido uma característica da presidente Dilma Rousseff tomar decisões políticas mesmo que desagrade aos aliados. Para conquistar o Ministério das Cidades, o Partido Progressista praticamente impôs o nome do então e licenciado deputado federal, Mário Negromonte, através de uma mobilização de bancada que travou qualquer movimento  para preenchimento do cargo que não fosse para aquele deputado.

À presidente Dilma coube simplesmente aceitar a decisão do PP porque não interessava a ela gerar um conflito com o partido que é a terceira maior força política no Congresso e também não poderia exercer o direito de veto porque o nome indicado não possui nenhum predicado que justificasse tal posição. Assim foi com governador Jaques Wagner. Foi consultado se haveria algum impedimento e é claro que ele disse que não.

Segundo informações da Revista Isto é Online,  quatro ministros integram o Clube da Geladeira do governo Dilma. São eles,  Mário Negromonte, titular do Ministério das Cidades, Pedro Novais, do Turismo, Moreira Franco, de Assuntos extraordinários, (imposição do PMDB) e Wagner Rossi, da Agricultura.

Para isolar determinados representantes partidários, a presidente usou a estratégia de criar a Coordenação de Trabalho de outros ministros, que com a formação desses núcleos não haveria a necessidade de recebê-los sempre, cujo acesso ficou  difícil  de chegar até ao Chefe da Casa Civil,Antonio Palocci.

Por Alberval Figueiredo

No Comments Yet

Your Responses